Fábio Roberto Notícias // Ilhéus . Bahia

ACM Neto: “nos últimos 08 anos não houve um centavo de investimento no turismo”

ACM Neto é recebido por uma multidão.

O pré-candidato ao Governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) participou, nesta quarta-feira (08), de inaugurações de obras de infraestrutura e eventos políticos durante visita ao municípios de Cairu, com encontros em Morro de São Paulo, Galeão e Gamboa.

Em conversa com o público local, o ex-prefeito de Salvador enfatizou que, antes de ser um atrativo turístico para moradores de outras regiões da Bahia ou do Brasil, as cidades precisam ter capacidade de proporcionar uma vida melhor para seus habitantes.

“Essa é uma região com enorme potencial para o desenvolvimento turístico. Hoje, nós estamos aqui para ouvir e entender quais são os desafios que teremos para o futuro. O que precisa ser resolvido na infraestrutura, em termos de integração entre os municípios, na questão da saúde e dos serviços públicos”, ressaltou ACM Neto.

“Uma cidade jamais será boa para o turista, jamais será boa para o visitante, se antes ela não for boa para o seu próprio cidadão”, salientou.

O prefeito de Cairu, Hildécio Meireles (União Brasil), afirmou que o município sofre com a “completa ausência do governo do estado na área turística”. Ele destacou que, nos últimos oito anos, não houve “um centavo” de investimento no turismo da cidade, que tem atrações nacionalmente famosas, como Morro de São Paulo e Boipeba.

“Há uma ausência completa do governo do estado nessa área turística. Não tem um centavo investido pelo governo aqui, mesmo com o grande potencial turístico que temos, com as belezas naturais que temos. Este potencial turístico pode ajudar na geração de emprego e renda e no desenvolvimento de toda a região, mas o governo do PT fechou os olhos para nossa região”, disse o prefeito.

Neto também lembrou que Gamboa está entre um dos destinos mais procurados pelos turistas que visitam o estado. O povoado fica na Ilha de Tinharé, cerca de 3 km de Morro de São Paulo, e conta com enormes paredões de argila que são atrativos para os visitantes.

“Agora, quando a gente olha tudo o que já foi conquistado e quando a gente projeta o futuro, eu não tenho dúvida de afirmar que temos muito ainda para conquistar. Podemos sonhar muito mais alto, eu não tenho nenhuma dúvida disso”, afirmou.

“As mulheres serão protagonistas na minha gestão”, diz ACM Neto em encontro do União Brasil Mulher Bahia

ACM no União Brasil Mulher.

O pré-candidato ao Governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) participou, nesta segunda-feira (6), do encontro estadual do União Brasil Mulher na Bahia e enfatizou que as mulheres terão protagonismo em sua gestão caso seja eleito no pleito deste ano.

“Quanto mais as mulheres estiverem presentes, posicionadas no debate eleitoral, e, principalmente, quanto mais elas possam exercer cargos relevantes na política brasileira, nós vamos, sem dúvida alguma, melhorar a qualidade da política nacional. Quanto mais pudermos contar com a participação das mulheres na política, mais teremos chances de aproximar a política do cidadão, de manter uma conexão muito mais presente entre quem nos governa e a razão de qualquer governo, que é o povo”, disse.

“Durante oito anos na Prefeitura de Salvador, trabalhei abrindo espaço para que muitas mulheres competentes e determinadas ocupassem posições no primeiro escalão da minha gestão para que pudessem ter poder de decisão, e muitas delas foram imprescindíveis pro resultado do trabalho”, destacou.

O ex-prefeito de Salvador relembrou os altos índices de violência no estado, as mortes na fila da regulação por espera em atendimentos de saúde e a falta de educação pública de qualidade para os baianos. Neto ressaltou que todo esse cenário de descaso da atual gestão reflete diretamente na vida das mulheres.

“As mulheres sabem o que estão passando, e o meu compromisso é tratar do que importa de verdade. Elas estão chorando a perda dos seus filhos para a violência. E não aguentam mais esse estado terrível de insegurança que se instalou Bahia nos últimos anos. Elas querem um governo que tenha compromisso com a vida, com as famílias, que leve segurança às pessoas, e devolva a possibilidade do cidadão de bem andar em paz nas ruas. Que acabe com a fila de espera para atendimento na saúde pública estadual, e que seja capaz de proporcionar educação de qualidade para os seus filhos enquanto elas estão no trabalho”, enfatizou.

Para ACM Neto, seus adversários têm perdido muito tempo com discussões e ataques que “não vão mudar a vida das pessoas”: “E eu lamento que esse tempo seja perdido com discussões políticas que nos deixam limitados a temas que são de interesses exclusivos de quem acha que pode ser dono do poder para o resto da vida”, criticou.

“O nosso caminho é o de estimular o debate mais amplo e é o caminho de trazer luz. Há muitos problemas que, nesses últimos anos, infelizmente foram encobertos por um grupo político que domina a Bahia há 16 anos. Mas, agora, eles encontram aqui na Bahia uma oposição de verdade. É a primeira vez que se dá espaço e oportunidade para um debate amplo e que, apesar de diversos veículos de comunicação do estado serem controlados pela mídia oficial, os baianos e as baianas estão assegurando que esse debate possa acontecer. Colocando no centro das discussões o que importa de verdade”, salientou o ex-prefeito de Salvador.

O evento “Unidas Pela Bahia” foi realizado no Espaço Mário Cravo, e teve a apresentação de pré-candidaturas femininas do partido para os Legislativos estadual e federal nas eleições deste ano. Lideranças políticas da legenda, como a senadora Soraya Thronicke, presidente nacional do União Brasil Mulher, e a presidente do União Brasil Mulher Bahia, Iris Azi, estiveram presentes.

Alavancar Jerônimo virou grande sufoco para o PT

Gerônimo (PT).

Caciques da base aliada admitem que o PT enfrenta alto nível de dificuldade para impulsionar o candidato do partido ao Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues. Em conversas reservadas, lideranças governistas apontam dois obstáculos como os principais fatores para a baixa adesão popular à candidatura de Jerônimo. Primeiro, o fato de que ele foi um nome escolhido às pressas para tapar o buraco aberto com a desistência do senador petista Jaques Wagner de concorrer ao cargo, seguida da recusa do também senador Otto Alencar em abdicar da corrida pela reeleição ao Congresso para assumir a cabeça de chapa.

Contudo, a onda alimentada pelo desejo crescente de mudança é considerada pelos governistas o maior entrave para que Jerônimo ganhe impulso na reta final da pré-campanha. Para eles, esse sentimento já está cristalizado na imensa maioria dos baianos. O que faz com que a oposição atraia fatias numerosas de votos entre eleitores dos mais variados candidatos à Presidência, incluindo os do ex-presidente Lula (PT).

Texto: Satélite/Correio da Bahia.

ACM Neto conta com o apoio de 18 prefeitos nas 30 maiores cidades da BA; número é o dobro em relação ao pré-candidato do PT

ACM Neto lidera pesquisas de ponta a ponta.

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) já conta com o apoio de 18 prefeitos entre as 30 maiores cidades da Bahia. O número é o dobro do conquistado pelo pré-candidato à sucessão do grupo governista, que tem nove prefeitos ao seu lado. Juntos, esses 18 municípios cujos prefeitos apoiam Neto possuem mais de 5,7 milhões de habitantes, quase 40% da população baiana.

Neto, inclusive, conta com o apoio dos prefeitos de todas as cinco maiores cidades baianas: Bruno Reis (Salvador), Colbert Martins (Feira de Santana), Sheila Lemos (Vitória da Conquista), Elinaldo Araújo (Camaçari) e Suzana Ramos (Juazeiro). Na capital, Bruno Reis (União Brasil), apoiado por ACM Neto, foi o prefeito eleito no primeiro turno,com o maior percentual entre todas as capitais do Brasil: 64,20%.

Completam a lista Marcelo Belitardo (Teixeira de Freitas), Zé Cocá (Jequié), Zito Barbosa (Barreiras), Dinha Tolentino (Simões Filho), Cordélia Torres (Eunápolis), Genival Deolino (Santo Antônio de Jesus), Júnior Marabá (Luís Eduardo Magalhães), Dr. Pitágoras (Candeias), Nilo Coelho (Guanambi), Alberto Castro (Dias D’Ávila), Laércio Júnior (Senhor do Bonfim), Rodrigo Hagge (Itapetinga) e Elmo Nascimento (Campo Formoso).

Neto vem percorrendo o interior do estado, por meio do movimento Pela Bahia, desde o ano passado, tendo visitado mais de 120 municípios. Em maio, o pré-candidato visitou algumas das cidades citadas acima, como Itapetinga, no dia 21, quando fez carreata pela cidade ao lado do prefeito Rodrigo Hagge (MDB). No dia 22, foi a Campo Formoso para ato político com o prefeito Elmo Nascimento (União Brasil).

Ação do MP pode afetar festas de Ilhéus e Itabuna

MP pede cancelamento de festa baiana.

Uma ação do Ministério Público da Bahia contra a Prefeitura de Teolândia pode afetar as festas de São Pedro anunciadas pro Itabuna e Ilhéus. Assim como as cidades sulbaianas, Teolândia foi fortemente atingida por enchentes e decretou estado de emergência.

O MP pediu à Justiça para cancelar um show do cantor Gusttavo Lima, que teria o cachê de R$ 704 mil pago pela prefeitura na Festa da Banana. A ação pede ainda a suspensão de pagamento para outras 28 atrações, como Unha Pintada e Adelmário Coelho.

A juíza Luana Paladino acatou o pedido e mandou cancelar a festa. Ela ainda oficiou a Coelba para suspender o fornecimento de energia elétrica no local previsto para os shows. Caso a Coelba não cumpra a ordem, a juíza autorizou a polícia a convocar eletricitários da empresa para o serviço.

O custo da festa é de R$ 2,3 milhões. Teolândia sofreu duas enchentes em dezembro, que deixaram moradores desabrigados e destruição na infraestrutura. A prefeita Maria Baitinga fez campanha pedindo doações por PIX para uma conta da prefeitura e recebeu R$ 1,14 milhão do governo federal.

A similaridade com Itabuna e Ilhéus, que também sofreram com enchente, pediram doações e receberam verbas federais, pode fazer com que o Ministério Público também peça o cancelamento das festas juninas das duas cidades, que vão investir vários milhões de reais nos eventos.

O MP afirma que “não é possível que o mesmo município que informou necessitar de ajuda e recursos para salvaguardar a sua população de catástrofe natural anuncie, em poucos meses, a contratação de artistas com cachês incompatíveis com as necessidades de primeira monta e saúde financeira do município”.

Informação de A Região.

ACM Neto diz que vai atuar em parceria com prefeituras para ampliar atendimento em hospitais municipais

ACM é ovacionado no oeste baiano.

Cumprindo agenda no Oeste da Bahia, o pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) citou ações para ampliar o atendimento hospitalar no interior da Bahia. Ciente de que essa é uma das maiores demandas daquela região, o ex-prefeito de Salvador reafirmou o compromisso de aproximar o governo estadual às prefeituras, a fim de fortalecer a estrutura já existente em hospitais municipais por todo o estado.

“Nessa caminhada pelo Oeste, tenho ouvido muito as pessoas e me foi colocada a questão hospitalar. Sendo eleito governador, o meu propósito é chegar junto dos hospitais que já existem hoje nos municípios e trabalhar para ampliar os seus serviços. Vamos investir em pessoal e em estrutura, a fim de assegurar que eles possam conceder um atendimento digno às pessoas não só do município mas, se necessário, também de toda a região”, disse num evento em Correntina.

A única unidade hospitalar da região, com a missão de cobrir a demanda de 27 municípios, é o Hospital do Oeste, em Barreiras. Ainda assim, algumas especialidades não possuem atendimento lá, e os moradores precisam viajar até a capital, Salvador, distante pelo menos 870 km. No caso de Correntina, Santa Maria da Vitória e região, a viagem dura mais de 13 horas. Por isso, muitos acabam recorrendo ao atendimento em Brasília ou até mesmo em Goiânia.

Em sua caminhada pelo interior baiano, ACM Neto tem destacado também os problemas da regulação, provocados justamente pela falta de leitos fora da capital: “As pessoas, infelizmente, dependem da regulação, esperam por meses, quando não mais de ano, para conseguir um internamento hospitalar. É claro que o caminho pra você mudar esse drama é com a interiorização da oferta de serviços de saúde. Portanto, vamos reforçar os hospitais municipais, ampliar a quantidade de leitos e co-financiar para oferecer os procedimentos em cada município, regionalizando o acesso à saúde pública”, complementou.

Mais de 23 mil famílias recebem Auxílio Brasil em Ilhéus

Benefício aquece comércio local.

Ilhéus tinha 17.100 famílias beneficiadas no governo anterior e passou para 23.700 ou 15% dos habitantes. O dinheiro injetado na economia local passou dos R$ 2,4 milhões de maio de 2018 para os R$ 9,5 milhões do mesmo mês em 2022. O valor pago em média era de R$ 141 e passou para R$ 401 por mês.

A Bahia tinha 1,8 milhões de famílias recebendo o Bolsa Família. Apesar de o governador Rui Costa acusar Bolsonaro de “acabar com o Bolsa Família”, ele na verdade foi substituído pelo Auxílio Brasil e passou a sustentar 2,3 milhões de famílias no estado, 15% do total.

O dinheiro que chegava para a economia baiana com o programa anterior era de R$ 328 milhões por mês. Com o Auxílio Brasil, foi triplicado e está em R$ 914 milhões mensais. O valor médio que cada família recebia era de R$ 178. Hoje elas contam com R$ 408 em média.

Prefeita recorre e Festa da Banana está mantida em Teolândia

Teolândia, terra da banana.

A Justiça autorizou, neste sábado (4), a realização da ‘Festa da Banana’ em Teolândia, no baixo sul da Bahia, após a prefeitura recorrer da decisão que ordenava o cancelamento da festa no município, atendendo pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

A prefeita Rosa Baitinga usou as redes sociais para confirmar decisão do Tribunal de Justiça. No perfil no Instagram, a gestora escreveu: “Ninguém consegue derrotar aquele que Deus escolheu para vencer. Deus é justo! Deus sonda e conhece o meu coração”.

Além disso, ela postou um trecho da cópia da decisão judicial que permite a realização da festa no município, que está em estado de emergência desde o fim de 2021, por causa das fortes chuvas que atingiram o sul do estado – motivo que levou o MP a pedir a suspensão dos festejos. O órgão informou que ainda está analisando a decisão para se manifestar a respeito.

”O projeto que está aí há 16 anos já deu o que tinha que dar”, afirma ACM Neto

Neto, ex-prefeito de Salvador.

O pré-candidato ao Governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) criticou, na manhã desta sexta-feira (03), a falta de atenção da atual gestão estadual com a região Oeste. Durante evento em Formosa do Rio Preto, Neto pontuou que o legado deixado pelo PT após 16 anos na administração da Bahia não foi capaz de solucionar questões fundamentais para a população.

“Temos dois projetos principais que vão estar sob a avaliação dos baianos nesse ano de 2022. Um projeto que está aí há 16 e fez com que a Bahia chegasse, infelizmente, a ocupar posições lamentáveis em nosso país. Um projeto que já deu o que tinha pra dar. Isso porque dezesseis anos é muito tempo, tempo suficiente para muita coisa acontecer. E o que aconteceu na Bahia nesse período? O que um projeto que nos governa há 16 anos nos deixa nesse momento, qual é o legado? A Bahia com a pior educação do Brasil, a Bahia campeã nacional do número de homicídios, batendo recorde, ano após ano, a Bahia se tornou campeã nacional do desemprego”, detalhou.

ACM Neto destacou ainda a dificuldade que os baianos têm quando precisam de acesso ao serviço de saúde pública. Nas últimas semanas, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que não existem mortes na fila da regulação, enquanto dados oficiais, divulgados por servidores do estado, mostram o caminho contrário.

“Quando a gente olha para a saúde pública, a gente vê o drama das pessoas que são obrigadas a esperar na fila da regulação e morrem antes de conseguir um internamento no hospital, e o governador ainda tem coragem de dizer que ninguém morre esperando por um atendimento médico na Bahia”, afirmou.

“Educação, saúde, segurança e emprego. Tudo isso é essencial. Tudo isso tem a ver com a vida das pessoas. Aquilo que é essencial, aquilo que importa na vida das pessoas. Hoje a situação é lamentável”, disse durante o encontro com lideranças políticas locais e a população.

O ex-prefeito de Salvador destacou que em sua pré-campanha a governador tem caminhado por toda a Bahia para entender as peculiaridades de cada região a fim de criar soluções inteligentes e práticas, que realmente vão fazer diferença no dia-a-dia da população baiana.

“O nosso projeto olha para frente. Enxerga o futuro e quer oferecer à Bahia um novo momento político”, salientou. “Queremos mudança, um governo que coloque a Bahia em primeiro lugar na educação desse país. Que coloque nosso estado em primeiro lugar na atração de investimentos e no enfrentamento à violência. Dando, assim, segurança e tranquilidade para o nosso povo”, reforçou.

ACM Neto critica falta de ações do governo para pequeno produtor

ACM Neto na Bahia Farm.

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) criticou nesta quinta-feira (2) a falta de ações do governo do estado para o pequeno agricultor do estado ao longo dos últimos 16 anos de gestões petistas. Em visita à Bahia Farm Show, evento agropecuário realizado em Luís Eduardo Magalhães, Neto também citou desafios na infraestrutura, energia e conectividade para potencializar o desenvolvimento da região Oeste.

“A dita esquerda sempre se gabou de ter um olhar especial pelo pequeno agricultor. Mas vamos ver o que de fato aconteceu nesses 16 anos. O que é que eles deixam de mudança de vida concreta para essas pessoas? O que que existe hoje de apoio e suporte técnico para o pequeno produtor? Qual é o papel que o estado desenvolve para ser uma ponte, por exemplo, para facilitar acesso a financiamento, para ampliar a regularização, que é fundamental também para que qualquer um possa ter condições de dar garantia para conseguir um empréstimo?”, questionou.

Neto ressaltou que o estado deve dar apoio aos pequenos produtores e também aos grandes, criando condições para atrair investimentos, o que vai ampliar a geração de emprego e renda. “O pequeno produtor não tem, muitas vezes, condição, quase todas as vezes, de estruturar o sistema de irrigação na sua propriedade. Quem é que tem que levar o acesso à água através das barragens, das adutoras, dos canais, dos perímetros irrigados? Quem tem que levar é o poder público, é o estado, que não está fazendo. Então, eles têm muito discurso, muita propaganda, que agora vai se desfazendo com a possibilidade que a gente tem de fazer um debate mais amplo”, salientou.

Neto criticou também a falta de apoio técnico e de pesquisas para desenvolvimento do setor agropecuário, que tem muito potencial no estado, especialmente na região Oeste. Ele citou a extinção da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) e o sucateamento da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão técnico que já foi referência no país. Neto se comprometeu a, caso seja eleito, fazer um processo de reinvestimento e requalificação da Adab. “Ter gente qualificada, profissionais competentes, porque muitos dos desafios nós temos pela frente e caberá à Adab cumprir”, frisou.

Desafio

Na infraestrutura, ACM Neto salientou que é preciso ampliar a malha viária estadual, integrando a região e facilitando o escoamento da produção. “Temos o desafio de logística como um todo. E aí a Fiol se tornando uma realidade, mas também a possibilidade de integração futura com a Norte Sul e com a Centro-Oeste, de maneira que nós possamos ter uma conectividade ferroviária por toda a Bahia e é claro o Brasil. Além da perspectiva de integração com os portos, que a Fiol já traz com o Porto Sul, mas que é fundamental que a gente tenha esses caminhos para todo o Brasil”, pontuou.

Na energia, Neto disse que é um desafio muito sério. “Para a industrialização se tornar uma realidade na região vai ser fundamental aumentar a capacidade de fornecimento de energia elétrica. Já existem empreendimentos que não se consolidaram no setor industrial por essa falta. E o Governo do Estado tem o papel fundamental em relação à concessionária de energia, que é a Coelba, e também a expansão do parque de produção de energia na região”, afirmou.

Neste quesito, Neto reforçou seu compromisso de fazer uma revisão completa em relação à agricultura da Bahia, ao redesenho do que será futuramente a Secretaria de Agricultura e os órgãos a ela vinculados. “A Adab já foi uma agência de excelência no passado e infelizmente perdeu o seu peso, a sua importância, enfraqueceu os seus quadros técnicos”, ressaltou, ao pontuar a necessidade de apoio do estado tanto aos pequenos quanto aos grandes produtores.

No ponto da conectividade, o ex-prefeito de Salvador pontuou a questão da telefonia e também do acesso à internet, para permitir que a produção tenha mais condições de trabalhar com novas tecnologias. Citou também a necessidade de investimentos em pesquisa, ponto em que criticou os governos do PT. “Houve enfraquecimento dos órgãos estaduais, a EBDA foi extinta, a Adab foi sucateada, muitos órgãos, politicamente ocupados, perderam a sua função de dar suporte, de dar apoio a quem produz, de olhar o que há de mais moderno em termos de desenvolvimento de estudos e pesquisas e trazer isso pra Bahia”, disse.

Vereador coloca corda no pescoço fazendo menção de se enforcar

Vereador coloca corda no pescoço e Câmara desespera.

No vídeo acima o vereador Renaldo dos Santos Porto, o Renaldo da Feira (PROS), em sessão realizada nesta quinta-feira na cidade de Itabela (BA), em seu pronunciamento no “pequeno expediente” da Casa, após dizer que: “às vezes só nos resta uma solução”, retirou do bolso interno do paletó uma corda de rede e a envolveu no pescoço, numa tentativa de suicídio.

Ao perceberem que o vereador iria executar a ação, seus pares e assessores da Casa, correram em sua direção evitando que a ação se consumasse.

Em seguida, alguns vereadores solicitaram ao presidente a suspensão da reunião e retiraram, em prantos, o vereador do recinto. No vídeo dá para ouvir as orações que foram entoadas por pessoas que estavam presentes na sessão.

Vídeo:

Presidente da Câmara de Uruçuca contrata empresa de decoração e buffet por mais de R$ 43 mil

Casa Legislativa.

A recém reeleita presidente da Câmara de Vereadores de Uruçuca, Magnólia Andrade Barreto, contratou, por meio de dispensa de licitação, empresa para prestação de serviços de decoração e buffet, a fim de atender as necessidades do legislativo local.

De acordo com o extrato de contrato publicado no Diário Oficial do Poder Legislativo, a empresa denominada Jay Eventos, inscrita no CNPJ nº 21.232.569/0001-52, celebrou contrato no valor global de R$ 43.900,00 (quarenta e três mil e novecentos reais), com valor mensal de R$ 5. 487,50 (cinco mil, quatrocentos e oitenta e sete reais e cinquenta centavos).

A Dispensa de Licitação nº 027/2022 tem prazo de 08 meses, com vigência de 06 de abril de 2022 a 31 de dezembro do corrente ano.