Fábio Roberto Notícias // Ilhéus . Bahia

ACM Neto é ovacionado e chora no lançamento da pré-candidatura

ACM Neto dispara nas pesquisas.

Ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) chorou nesta quinta-feira (2), durante evento de lançamento de sua pré-candidautra ao governo do estado da Bahia. Depois de discursar para uma enorme plateia, ele subiu ao palco, enquanto um telão exibia imagens suas e tocava o jingle do seu avô, Antonio Carlos Magalhães (1927-2007), quando foi eleito governador em 1990. ACM Neto foi às lágrimas quando o público começou a grita seu nome. 

No discurso, ACM Neto fez duas críticas à gestão petista, que há 15 anos governa a Bahia. “Nós temos a convicção de que a Bahia pode mais. Pode mais na segurança pública. Na educação, saindo da lanterninha. Na saúde, sobretudo com os desafios deixados pela pandemia. Na geração de emprego, já que o nosso Estado hoje é campeão nacional de desemprego”, discursou o ex-prefeito.

Minipúblico Orla Viva entrega Carta de Recomendações com propostas para as Avenidas Soares Lopes e Dois de Julho à Câmara de Vereadores

Sociedade discute futuro da Soares Lopes e 2 de julho.

Cidadãos e cidadãs de Ilhéus entregaram nesta quarta-feira (01), durante Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Ilhéus, uma Carta de Recomendações do Minipúblico Orla Viva aos membros da Comissão Especial de Urbanização da Avenida Soares Lopes. A carta foi entregue por Fernanda Império do Delibera Brasil e pelos ilheenses Andrea Vitória e Ruy Torres; e subsidiará o Relatório da Comissão Especial da Câmara que, após votado pelo plenário, será encaminhado à Prefeitura Municipal de Ilhéus.

A iniciativa inovadora de deliberação cidadã já realizada em outras cidades do Brasil e do mundo, foi comandada pela Comissão Especial da Avenida Soares Lopes, sendo o primeiro órgão do Poder Legislativo a aplicar esta metodologia no País. A comissão é composta pelo vereador Vinicius Alcântara (presidente), do PV; Ivo Evangelista (relator), do Republicanos; Aldemir Almeida (PP) e Enilda Mendonça (PT); e conta com o apoio do Coletivo Delibera Brasil e dos Institutos Arapyaú e Nossa Ilhéus, instituições suprapartidárias e sem fins lucrativos.

Para elaboração do documento pelo minipúblico, o primeiro passo foi a abertura de uma consulta pública via formulário virtual e presencial, através do qual foram recebidas propostas de 1502 moradores do município de Ilhéus. Em seguida, foram realizadas dez audiências públicas na Câmara sobre vários temas relacionados à orla: arquitetura e urbanismo, meio ambiente, esporte e lazer, cultura, habitação, turismo, comércio, mobilidade e segurança, educação e institucional.

Engenheiro Thiago Pacheco é indicado pelo CREA-BA para assumir cadeira no CONDEMA

Pacheco e o presidente do CREA-BA.

Na manhã desta terça-feira (01) o presidente do CREA-BA, Engenheiro Joseval Carqueija, esteve visitando a cidade de Ilhéus, no café da manhã descontraído com engenheiros locais. Um dos assuntos debatidos pelos presentes foi a polêmica em que as ONGs ambientais vêm causando dentro do CONDEMA de Ilhéus, onde o CREA-BA possui assento. Joseval salientou a importância da diversidade das ideias em todos os conselhos gestores de políticas públicas e o CREA-BA cumprirá seu dever de defender o que é legal, com ênfase no ponto de vista técnico.

O presidente aproveitou a oportunidade para ratificar a indicação do jovem engenheiro Thiago Pacheco para cadeira de titular do CREA-BA no CONDEMA, reconhecendo sua capacidade de representar a instituição em tal missão.

A tendência é que os ânimos se estabilize dentro do CONDEMA.

Projeto de Jerbinho garante absorvente para mulheres em situação de rua e adolescentes em fase escolar

Projeto aprovado por unanimidade.

O Projeto de Lei nº 080 de autoria do Presidente da Câmara de vereadores Jerbson Moraes (PSD), que institui e define diretrizes para políticas públicas de conscientização sobre combate à pobreza menstrual e a universalização do acesso à distribuição de absorventes para mulheres em situação de rua e adolescentes em fase escolar, foi aprovado ontem (30) por unanimidade na Câmara Municipal de Ilhéus.

O PL foi protocolado pelo vereador antes mesmo do assunto ser pauta em nível nacional. “Realidade pouco conhecida no Brasil e em Ilhéus, a pobreza menstrual leva milhares de mulheres e meninas, por falta de recursos financeiros, a usar folha de jornal, sacos plásticos, meias e panos velhos durante o ciclo menstrual, aumentando o risco de infecção. O projeto é mais do que questão de saúde pública, é devolver a dignidade a essas pessoas”, afirmou Jerbson.

O presidente ainda destacou que 12,5 por cento das mulheres no mundo, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), vivem na pobreza, sem acesso aos produtos de higiene em decorrência de seus altos custos, ficando impedidas de acessar meios adequados e seguros para gerenciar os períodos menstruais. “Esta também é uma realidade de muitas mulheres e jovens carentes de Ilhéus, que precisamos combater para, inclusive, diminuir filas nos postos de saúde e hospitais nos tratamentos de infecção urinária e que podem chegar ao extremo do câncer no colo do útero”, disse.

Para Jerbson, a aprovação desse projeto é uma vitória para Ilhéus, “pois vamos poder combater uma realidade silenciosa que ocorre em nossa cidade e muita gente não enxerga”, destacou. Tal pensamento também foi compartilhado pelos vereadores Cláudio Magalhães (PDdoB), Nerival (PSL) e César Porto (PSB), que além de parabenizarem o presidente pela criação do projeto, destinaram 50% de suas emendas impositivas para execução da Lei, assim como fez também o próprio autor do projeto, Jerbson Moraes, o que vai gerar em torno de R$ 600 mil reais.

De acordo com o edil, esse é um dos projetos mais sensíveis que ele criou. “Tenho apresentado projetos sempre neste sentido, que defendem a dignidade das pessoas e que busquem mudar a realidade do próximo. Ter ele aprovado por unanimidade e ainda ter colegas que destinaram parte de seus recursos para a execução desta Lei, mostra que os parlamentares estão com o mesmo intuito, eu só tenho a parabeniza-los. Resta agora o executivo Municipal sancionar a Lei e executar”, finalizou Moraes.

Governo Marão inicia melhorias de infraestrutura nos Altos

Mário e a comunidade dos altos.

A secretaria de infraestrutura (SEINFRA) iniciou neste sábado (27), as obras de requalificação do projeto “Caminho dos Altos”. O Alto do Amparo foi o primeiro a ser contemplado com obras de reforma que liga a legião com 4 escadarias e as vias principais atendendo aproximadamente 70 famílias locais.

Este projeto consiste na reforma de 30 altos da cidade com melhorias da escadaria, iluminação, além de segurança ao transitar e a facilidade na mobilidade. A revitalização conta com a concretagem, recuperação das escadas com corrimão, drenagem, grama, concreto na lateral e caneleta para controlar a água. 

O projeto de melhorias vai contemplar inicialmente as seguintes localidades: Legião, Coqueiro, Basílio, Nerival, Soledade, Vilela (Alto do São João), Nelson Costa (Bela Vista), Princesa Isabel, Conquista e Tapera.   

“Estou muito feliz em concretizar meu compromisso de campanha n reforma dos altos. Nosso povo merece dignidade e respeito, vamos fazer muito mais” afirma o prefeito Mário Alexandre.

Câmara aprova por unanimidade projeto que autoriza doação de imóvel público ao aeroclube de Ilhéus

Câmara unida em defesa da população.

Na Sessão Ordinária desta terça-feira (30), a Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou por unanimidade o Projeto de Lei nº 139-2021, que autoriza o Município a proceder com a doação de imóvel público ao Aeroclube de Ilhéus. Desde a sua fundação, em 1942, o Aeroclube de Ilhéus, que é uma Instituição sem fins lucrativos, já formou centenas de profissionais, como pilotos, comissários de voo e agentes de aeroporto, sendo um grande canal de emprego para os jovens da região.

O Diretor Presidente do Aeroclube de Ilhéus, Lauro Calazans, esteve presente no Plenário e agradeceu pela oportunidade de dar voz à escola de aviação. “Daqui para frente temos o compromisso de dar continuidade ao trabalho e formar profissionais de diversas áreas. Meu agradecimento é em nome de toda diretoria e alunos, e aos próximos 80, 100 anos do Aeroclube. Enquanto tiver aviação, a gente estará atuando graças a Câmara de Vereadores de Ilhéus”, finalizou Calazans

Admirador do trabalho realizado pelo Aeroclube de Ilhéus, o Presidente da Casa Legislativa, Jerbson Moraes, parabenizou a Instituição pelos serviços prestados ao município durante quase 80 anos e finalmente terão uma Sede definitiva, após anos de luta. O presidente explicou que “o projeto agora volta para as mãos do prefeito Mário Alexandre para que a Lei seja sancionada e a doação do espaço aconteça”, destacou.

O projeto é de autoria do Executivo Municipal e teve o apoio do Deputado Federal Paulo Magalhães (PSD), assim como do Presidente da Câmara de Vereadores Jerbson Moraes (PSD), dos vereadores César Porto (PSB), Tandick Resende (PTB), e dos demais que também defenderam a causa. O documento para aprovação foi enviado à Câmara na semana passada e Comissão permanente de Constituição, Justiça e Redação Final, formada por Paulo Carqueija (PSD), Ivo Evangelista (Republicanos) e Enilda Mendonça (PT) se esforçou e emitiu o parecer em tempo recorde para que a votação ocorresse nesta semana.

Governo Marão anuncia reabertura da emergência do Hospital São José

Sec. André Cezário visitou o hospital.

O governo Marão informa que na nesta quarta-feira (1º) reabrirá o pronto-socorro do Hospital São José, responsável pelos atendimentos de urgência e emergência que chegam à unidade. Pacientes que procurarem a instituição a partir da quarta-feira já podem se dirigir ao local original do setor, que atende a demanda espontânea de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A gente trabalha para fortalecer parcerias e oferecer serviços de excelência à nossa população. Junto à equipe da Santa Casa de Misericórdia vamos reabrir a emergência e ampliar a assistência, com estrutura de qualidade e um atendimento digno”, disse o prefeito Mário Alexandre.

O pronto-socorro é qualificado para atendimento de urgência cardiológica, com duas Unidades Intermediárias (UIs) focadas na especialidade. Todos os serviços são realizados com recursos próprios.

“O paciente que necessitar de exames laboratoriais, angioplastia e marcapasso terá todos esses serviços disponíveis na unidade, que também conta com procedimentos ambulatoriais e cardiológicos, como ecocardiograma, MAPA, eletrocardiograma e holter. Também ampliamos as enfermarias, com realização de cirurgias gerais e retorno das eletivas”, explicou André Cezário, titular da Sesau.

Conforme a secretaria, a orientação é para que os pacientes procurem o setor de Emergência em situações específicas. Pessoas com sintomas gripais ou suspeita de infecção pela Covid-19 devem continuar se dirigindo ao Pronto de Atendimento (PA) da Zona Sul e à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Conquista, ambos com sala de assistência 24 horas.

Maramata, Ecossis e CEEP Nelson Schaun realizam mutirão de limpeza de praias do Morro de Pernambuco

Ação em defesa do meio ambiente sustentável.

A Maramata e a Ecossis promoveram no último sábado (27) uma palestra para os alunos do curso de Guia de Turismo do Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun (CEEP do Chocolate). A palestra foi ministrada pela bióloga e educadora ambiental da Ecossis, Winnie Santos. Após o evento, o grupo realizou mutirão de limpeza das praias do Morro de Pernambuco. Mais de 30 estudantes participaram da ação, que percorreu as praias da Concha, da Bica e da Maramata. Cerca de 20 sacos contendo resíduos sólidos foram recolhidos e encaminhados para destinação final ambientalmente adequada.

Para Winnie Santos, “A parceria com a Maramata é fundamental para levar informação aos futuros guias de turismo, que serão multiplicadores das ações de conscientização ambiental, direcionadas à comunidade local e aos turistas”, destacou.

“Além da limpeza das praias, conscientizamos os alunos sobre a importância da destinação correta dos resíduos e do compartilhamento de responsabilidade com o cuidado com o meio ambiente”, enfatizou Diego Messias, presidente da Maramata.

A ação faz parte do Programa de Educação Ambiental do Porto de Ilhéus, executado pela Codeba com o apoio da Ecossis.

ADEFI realiza Assembleia Geral e promove sorteio de brindes

Foto no encerramento do evento.

A ADEFI (Associação de Deficientes Físicos de Ilhéus), realizou no dia 27 de novembro na sede da APPI/APLB, no Malhado, uma Assembleia Geral com associados e amigos, sob direção do Presidente José Cruz, vice-presidente/assistente social Emille Moura e os demais diretores que compõe a comissão.

A reunião contou com a presença de Daniela Navarro, representante da secretaria de saúde, na qual abordou assuntos importantes como orientações sobre os programas assistenciais do (SUS), esclarecendo dúvidas e trazendo informações para os associados. A profª e Vereadora Enilda também participou da assembleia, como colaboradora. No final, ocorreu sorteio de brindes entre outros.

A Entidade segue com força total.

Projeto garante legítima defesa a morador que matar por invasão à propriedade

PL está em discussão na Comissão de Justiça.

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou, na última terça-feira, 23, o relatório do deputado federal Delegado Éder Mauro (PSD/PA) sobre o Projeto de Lei (7.104) de autoria de Jair Bolsonaro, que considera legítima defesa a agressão praticada pelo cidadão contra quem invadir uma propriedade.

A medida isenta o morador de qualquer punição prevista em lei, mas exige que ele comunique imediatamente o fato à autoridade policial.

Na prática, o projeto deixa de considerar excessiva a conduta do morador de imóvel urbano ou rural que, independentemente do tipo de ameaça e mesmo sem aviso prévio, utiliza contra o invasor força letal dentro da propriedade.

Com a proposta, o morador terá assegurado que agiu em legitima defesa, evitando o atual transtorno enfrentado por quem legitimamente usa o recurso de proteção dentro de um ambiente domiciliar, segundo reiterou Éder Mauro.

O relatório segue para a Comissão de Constituição e Justiça.

Prefeito de Ubaitaba determina demolição de estádio para vender lotes de terreno

Prefeitura alvo de ação civil pública.

O Ministério Público da Bahia apresentou uma ação civil pública à Justiça pedindo a paralisação da obra de demolição do Estádio Municipal Everaldo Silva Melo, em Ubaitaba. O promotor de justiça Allan Santos Góis, responsável pelo caso, pediu ainda que o Município reconstrua imediatamente todos os aparelhos eventualmente já destruídos, uma vez que a obra teve início no último dia 16.

Segundo a ação, o Município de Ubaitaba quer demolir o estádio para vender lotes do terreno a particulares, com o objetivo de ampliar a zona comercial da cidade. O promotor de Justiça destacou que a demolição prejudicará a comunidade local, uma vez que o estádio serve como local de treinamento de escolinhas de futebol para crianças e adolescentes carentes e de cursos de formação de árbitros, além de sediar partidas de campeonatos interbairros e intermunicipais.

Ainda de acordo ao processo, antes de entrar com a ação na Justiça, o MP pediu ao Município, via ofício, informações sobre soluções alternativas para a continuidade das atividades esportivas comunitárias, mas a prefeitura não as forneceu e nem deu previsão de quando ocorrerá a construção de novo estádio.

No pedido liminar, o promotor solicita à Justiça que determine ao Município a apresentação de plano de apoio às entidades que realizam as atividades esportivas, inclusive viabilizando local adequado para a realização delas.

O promotor destacou também que o Município não apresentou documentos, sequer a planta, que comprovassem a existência de supostos problemas estruturais do equipamento que inviabilizariam a recuperação do estádio.

“Admite, entretanto, que o estádio se localiza em área privilegiada, a qual pretende utilizar para expandir a zona de comércio da cidade, ou seja, os munícipes perderão este equipamento tão importante para a prática de esportes na comunidade”, afirmou.

Vereadores discutem dados do IBGE que apontam decréscimo populacional de Ilhéus

Representante do IBGE na Câmara.

Considerando as últimas atualizações do contingente populacional e destacando o surgimento de dúvidas acerca do decréscimo populacional, a explanação dos elementos estatísticos e dados da geografia populacional, os vereadores receberam na última quarta-feira (24) representantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE para explicar tecnicamente como é realizado o censo populacional da cidade de Ilhéus.

O censo demográfico é uma pesquisa da contagem da população de um determinado território realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Além da contagem de habitantes, o Censo coleta informações sobre as condições de vida das pessoas que residem naquele local, como saúde, educação, moradia e trabalho. Conforme explicou o Chefe do setor do censo demográfico do IBGE, Ledson Freire Santos, a pesquisa é realizada há pelo menos 150 anos, avaliando a cada dez anos as mudanças ocorridas, permitindo comparar os dados dos indicadores sociais.

Os dados coletados são fundamentais para subsidiar políticas públicas e nortear o planejamento de orçamento do governo. No setor privado, a pesquisa serve de referência para investimentos, porque fornece informações sobre o mercado consumidor, facilitando a localização do público-alvo. De acordo com o IBGE, a estimativa populacional de Ilhéus no ano de 2000 foi de 222.127 pessoas, no ano de 2010 – 184.236 pessoas, em 2018:164.844 pessoas e em 2021: 157.639 pessoas. Como mostram os números, nos últimos anos houve um decréscimo populacional considerável em Ilhéus.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Jerbson Moraes (PSD), chamou atenção para a estimativa equivocada do número da população, já que nos últimos dez anos houve construção de diversos condomínios populares. “O IBGE precisa rever a forma de coletar os dados apenas de dez em dez anos, porque acredito que Ilhéus tenha quase 200 mil habitantes, mas recebe um investimento de uma cidade que tem 150 mil habitantes. Um grande prejuízo”, enfatiza o presidente.

Para o ex vice-prefeito do município, José Nazal, os números apresentados são irreais. “Eu aconselho aos vereadores que se juntem e solicitem ao Poder Executivo Municipal apoio total ao IBGE, para que o Instituto possa ter a condição de fazer um censo digno. Posso mostrar fotografias antigas da cidade e as atuais, a percepção da mancha urbana que cresceu é notória, não é possível que o número populacional diminuiu”, defende Nazal.

O vereador Gurita (PSD), autor do requerimento, propôs a formação de um grupo de trabalho, com a assessoria jurídica da Câmara Municipal de Ilhéus, convidando o José Nazal, para definir um caminho e buscar os direitos da cidade. “Não podemos continuar aceitando que Ilhéus perca recursos, receitas e corra o risco de perder mais duas vagas na Casa Legislativa, por conta de um recenseamento que não condiz com a realidade”, destacou o parlamentar.

Após a discussão, o Presidente deixou agendado para a próxima segunda-feira (29), no gabinete da Presidência, uma reunião dos vereadores que tiverem interesse no assunto, junto com o jurídico da Casa, para definir o que efetivamente podem contribuir.