Fábio Roberto Notícias // Ilhéus . Bahia

Professores revoltados com o PT fazem protesto

APLB organiza o movimento paredista.

Professores das escolas estaduais da Bahia paralisaram suas atividades nesta segunda-feira. Eles estão mobilizados em campanha salarial e participam de manifestações em Salvador e outras cidades baianas. O objetivo é pressionar a Assembleia Legislativa a modificar projetos de lei enviados pelo Estado.

Segundo a APLB, que representa os professores, o estado ofereceu 5,9% de reajuste para o magistério, enquanto o movimento pede 10%. Mesmo que o governo concedesse a recomposição no percentual reivindicado, o poder de compra dos servidores baianos ainda teria uma defasagem de 23% em 9 anos.

No sul da Bahia, os educadores vão se reunir nesta terça-feira, de manhã, em frente ao Núcleo Territorial da Educação do Litoral Sul, na Praça Adami, no Centro de Itabuna. Conforme a APLB, a paralisação só terminará após a votação dos reajustes salariais na Assembleia Legislativa, marcada para amanhã.

Vídeo.

Ilhéus: alunos elogiam Jerbinho pela iniciativa de ministrar curso gratuito para concursos nas áreas de direito constitucional e administrativo

Professor, advogado e vereador JM.

O vereador e advogado Jerbinho tem se destacado não apenas por suas contribuições políticas, mas também por suas iniciativas educacionais. Recentemente, ele começou a ministrar gratuitamente um curso preparatório para concursos públicos, focado em Direito Administrativo, Direito Constitucional e atualidades. Essa iniciativa é realizada através de seu grupo empresarial, Manejo.

Jerbinho já é conhecido em Ilhéus por seu trabalho em prol da comunidade, tendo criado diversos projetos de lei e trazido várias emendas parlamentares que beneficiam a população. Durante as enchentes que assolaram a região, ele esteve à frente da Câmara Solidária, coordenando esforços para cuidar dos afetados. Agora, sua dedicação à educação tem sido amplamente reconhecida e elogiada pelos alunos do curso.

As aulas de Jerbinho têm se destacado pelo alto nível de qualidade e pela maneira descomplicada com que ele transmite o conteúdo. O curso, que abrange temas cruciais de Direito Constitucional e Administrativo, tem atraído muitos estudantes que aspiram a carreiras no serviço público.

Iniciativa de cunho social e educativo.

A aluna Naftali Alves expressou sua satisfação: “Professor Jerbinho passa o assunto de maneira que não me resta dúvida. Ele transmite o conteúdo de uma forma que dá para perceber o amor dele pelo direito, o que nos motiva a querer estudar mais, acertar mais questões e sentir que a aprovação em um concurso público hoje é mais tangível.”

Com essa iniciativa, Jerbinho reafirma seu compromisso com a comunidade, demonstrando que seu trabalho vai além da política e alcança áreas fundamentais como a educação e o desenvolvimento pessoal.

Texto e foto: assessoria de comunicação Jerbinho.

Professores da UESC paralisam atividades e reivindica reposição das perdas salariais

Instituição rejeita proposta de Jerônimo.

Nesta sexta-feira (24), o Fórum das ADs se reunirá com o Governo da Bahia para discutir um plano de recomposição das perdas salariais acumuladas nos últimos nove anos. Para fortalecer o movimento, professoras e professores das quatro universidades estaduais baianas vão parar as atividades por 24 horas e realizar um ato público em Salvador.

Na UESC, além da paralisação no dia 24, a ADUSC realizará uma mobilização na entrada do campus nesta quinta (23), às 07h, com panfletagem, faixas, carro de som e o tradicional mingau da resistência. A atividade tem como objetivo dialogar com a comunidade acadêmica sobre as reivindicações da categoria.

Em abril, o governo anunciou um reajuste salarial que varia entre 4% e 6,97%, a depender da categoria, dividido em duas parcelas – uma em maio e outra em setembro. A tramitação do PL na Assembleia Legislativa da Bahia, porém, não caminhou, adiando o pagamento da primeira parcela de reajuste prevista para maio, o que trás ainda mais prejuízo para a categoria.

O movimento, diante disso e dos índices insuficientes para repor as perdas acumuladas, segue em campanha pela reposição salarial.

Governo do PT! Bahia tem o maior número de analfabetos do país, revela IBGE

Bahia do PT em crise na educação.

Em 12 anos, a Bahia pouco evoluiu na universalização da educação. Ainda existem 1,4 milhão de pessoas que não sabem ler e nem escrever no estado – o que representa o maior contingente do Brasil. O número de analfabetos corresponde a 12,6% da população baiana, colocando o estado como detentor da 9º maior taxa de analfabetismo do país.

Apesar de ter visto sua população não alfabetizada diminuir 17,8% entre 2010 e 2022 (-308.350 pessoas) e a taxa de analfabetismo recuar de 16,6% para 12,6%, a Bahia não teve nenhum avanço no ranking nacional para esses indicadores, mantendo-se nas mesmas posições de 12 anos atrás. Isso revela que, em comparação com outros estados, a Bahia teve pouca evolução na última década.

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e fazem parte do módulo Alfabetização do Censo 2022. Segundo a pesquisa, a taxa de analfabetismo no Brasil é de 7%. São 11.403.801 pessoas com idade de 15 anos ou mais que não sabem ler nem escrever no país.

Nove em cada 10 municípios baianos têm taxa de analfabetismo maior do que a do estado (12,6%), liderados por Pedro Alexandre, onde 31,9% da população é analfabeta. Na contramão, Salvador lidera como a cidade com a maior taxa de pessoas alfabetizadas. A capital tem apenas 3,5% da população analfabeta.

Servidores de 12 unidades do IF Baiano se somam ao movimento grevista

IF Baiano para atividades.

Técnicos administrativos e docentes de 12 unidades do IF Baiano estão em greve, junto a mais de 500 unidades da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Com o movimento grevista, servidores reivindicam reajuste salarial, reestruturação de carreira dos servidores técnico-administrativos e docentes, revogação de todas as medidas aprovadas pelos governos federais dos últimos 6 anos que fragilizam a educação brasileira e a recomposição do orçamento das universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Nesta quarta-feira, 24, servidores da Reitoria do IF Baiano fizeram um apitaço em frente ao prédio, localizado no Imbuí, em mobilização pela greve e, em seguida, ocorreu uma assembleia híbrida para apresentar o documento de pactuação das atividades essenciais com a gestão do IF Baiano. O movimento tem promovido plantões para tirar dúvidas sobre a greve na Reitoria, todos os dias, e, acontecem assembleias para discutir e deliberar sobre as pautas da greve, semanalmente.

Os servidores técnico-administrativos acumulam uma perda salarial de 34% e os docentes de 22%.  Esses percentuais correspondem ao reajuste reivindicado para recompor as perdas salariais que vêm ocorrendo desde o governo do ex-presidente Michel Temer, em 2016, até dezembro de 2023, acrescidas das projeções inflacionárias de 2024 e 2025.

UESC outorga Títulos de Doutor Honoris Causa e Professor Emérito em comemoração aos 50 anos do campus

UESC, 50 anos do campus.

Neste 22 de abril de 2024, a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) comemora os 50 anos do Campus Professor Soane Nazaré de Andrade, cujo nome é uma homenagem a um dos seus idealizadores. A programação comemorativa alusiva ao fato histórico terá início na quinta-feira, dia 25, às 8h30min, com o hasteamento das Bandeiras, seguido de descerramento de placa comemorativa.

Na sequência, no auditório do Centro de Arte e Cultura Governador Paulo Souto, será realizada a Sessão Solene do Conselho Universitário (Consu) para entrega dos títulos de Professor Emérito, ao diretor-geral da Fespi, Aurélio Farias de Macêdo (1985-1988), e à reitora Adélia Maria Carvalho de Melo Pinheiro (2012-2019), e de Doutor Honoris Causa ao músico Adalmiro Leôncio da Silva (Sabará), ao fotógrafo e memorialista José Nazal Pacheco Soub e ao artista Clóvis de Figueiredo Leite (Kocó) – in memoriam, criador da Banda Lordão.

O Campus da Uesc foi inaugurado em 1974, sendo que que parte do terreno foi doada pelo agricultor Joaquim Nabuco, e o restante foi adquirido pela Ceplac (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), com aporte financeiro também do extinto Instituto de Cacau da Bahia (ICB). As comemorações alusivas ao transcurso dos 50 anos do Campus da Uesc prosseguem até o final do ano.

Homenageados

Aurélio Macêdo – O professor Aurélio Farias de Macêdo, aposentado do Departamento de Ciências Econômicas (DCEC), ocupou papéis importantes durante a sua transição entre o período da FESPI e a atual UESC. Formado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (1971), com especialização em Organização do Espaço e Demografia Econômica pela Universidade Federal de Pernambuco (1973) e especialização em Administração Universitária pela Saint Joseph’s University (1984) nos Estados Unidos. Fez mestrado em Economia pela Universidade Federal da Bahia (1976).

Adélia Pinheiro – A professora Adélia Carvalho de Melo Pinheiro é graduada em
Medicina pela Universidade Federal da Bahia(1987), com Especialização em Medicina Socia, também na UFBa, possui Mestrado em Saúde Coletiva (UFBa-1993) e Doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo(2003). Foi membro da Comissão de Implantação do curso de Medicina entre da Uesc e Vice-Reitora entre 2008 e 2012. Também exerceu os cargos de Secretária de Saúde, Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SECTI) e de Secretária de Educação do Estado da Bahia.

Sabará – Adalmiro Leôncio da Silva, mais conhecido como Sabará, é um dos ícones da música popular da região. Devido a todo seu histórico como músico e como formador de novos músicos do mestre Sabará, o Consu da Uesc justifica a sua concessão do título de Doutor Honoris Causa, como forma de valorização da sua trajetória de vida e da cultura da região, quem tem em seu nome um dos baluartes. Com 70 anos de carreira profissional, já formou vários bateristas na região, que inclusive integram bandas de renome. como Araketu e da cantora e Ministra da Cultura, Margareth Menezes.

José Nazal – O memorialista ilheense José Nazal Pacheco Soub detém um vasto acervo fotográfico de sua própria autoria e algumas centenas de fotos antigas de outros autores. Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus, tendo sido presidente no biênio 2015/2016, tem dois livros publicados Ilhéus: Ontem Bela, Hoje Linda e Minha Ilhéus. Execeu diversas funções em governos municipais, sendo o primeiro cargo o de Oficial de Gabinete. A última função pública exercida foi no cardo de Vice-Prefeito, de 2017 a 2020.

Kokó – O artista Clóvis Figueiredo Leite, mais conhecido como Kokó do Lordão, nasceu em 06/09/1951, no Rio de Janeiro, e faleceu no dia 19 de fevereiro de 2024, e, Salvador onde foi sepultado. O título de Doutor Honoris Causa foi deliberado na 76ª Reunião Ordinária do Consu/Uesc, realizada em 24/03/2023. Nesta Sessão será realizada a homenagem in-memoriam. O cantor e compositor se envolveu no mundo da música na Bahia na década de 60, em Salvador. Foram mais de 50 anos, cantando, promovendo shows e formando novos artistas no interior da Bahia.

Aluno que processou professor por ter tomado celular em sala de aula perde ação na justiça

Celular na sala de aula.

O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do Sergipe, julgou improcedente um pedido de indenização que um aluno pleiteava contra o professor que tomou seu celular em sala de aula.

De acordo com os autos, o educador tomou o celular do aluno, pois este estava ouvindo música com os fones de ouvido durante a aula. O estudante foi representado por sua mãe, que pleiteou reparação por danos morais diante do “sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional”.

Na negativa, o juiz afirmou que “o professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe”. O magistrado se solidarizou com o professor e disse que “ensinar era um sacerdócio e uma recompensa. Hoje, parece um carma”. O Magistrado ainda considerou que o aluno descumpriu uma norma do Conselho Municipal de Educação, que impede a utilização de celular durante o horário de aula, além de desobedecer, reiteradamente, o comando do professor. 

Em sua decisão, o juiz proferiu a seguinte redação: “Julgar procedente esta demanda, é desferir uma bofetada na reserva moral e educacional deste país, privilegiando a alienação e a contra educação, as novelas, os realitys shows, a ostentação, o ‘bullying intelectivo’, o ócio improdutivo, enfim, toda a massa intelectivamente improdutiva que vem assolando os lares do país, fazendo às vezes de educadores, ensinando falsos valores e implodindo a educação brasileira”.

Por fim, o juiz ainda faz uma homenagem ao professor. “No país que virou as costas para a Educação e que faz apologia ao hedonismo inconsequente, através de tantos expedientes alienantes, reverencio o verdadeiro HERÓI NACIONAL, que enfrenta todas as intempéries para exercer seu ‘múnus’ com altivez de caráter e senso sacerdotal: o Professor.

Estudantes do CEEP do Chocolate Nelson Schaun indignados com a falta de aula

Alunos na bronca com a gestão escolar.

Estudantes do turno noturno do CEEP do Chocolate Nelson Schaun, no bairro do Malhado, estão indignados com a falta de aula desde a semana passada.

Alunos ouvidos pela reportagem do Fábio Roberto Notícias na noite desta segunda-feira (18) eles relataram que, devido a queda de energia, a direção da Unidade de Ensino decidiu suspender às aulas por tempo indeterminado, sem qualquer aviso prévio aos estudantes.

“A escola teve todo o período de férias para realizar manutenção preventiva, mas esperam começar o ano letivo, para fazer essa bagunça e tratando os alunos de besta. Vamos para escola à noite e não tem aula”, reclama uma estudante. 

Um outro aluno, que pediu sigilo na identificação temendo sofrer perseguição ou até ser expulso, disse que mora longe e sai de casa na tentativa de estudar, mas, ultimamente vem sendo surpreendido com a escola sem aula. “Eu pago passagem de ônibus e ainda arrisco a minha vida à noite para estudar, porém o CEEP do Chocolate Nelson Schaun, está contribuindo para evasão escolar”, protestou o aluno.

Visitas ao Observatório Astronômico da UESC; saiba como fazer inscrição

Visitas serão feitas por agendamento.

As escolas interessadas em visitar o Observatório Astronômico da UESC podem participar do processo de seleção preenchendo um formulário eletrônico.

O espaço oferece um programa especial para turmas escolares de Itabuna e região, com um programa que inclui conversa com especialistas em astronomia, observação com telescópios, apresentações artísticas, vídeos e jogos didáticos.
De 15 a 19 de março estarão abertas as inscrições no processo seletivo para visitas ao Observatório Astronômico durante os meses de abril, maio e junho de 2024. As visitas ocorrem às terças-feiras, das 18:30 às 20:30. 
As vagas são limitadas. Inscrições no link abaixo:

https://forms.gle/nRwUjnn622jXYLxW6

Homem furta bebedouro do Colégio Impacto

Colégio foi alvo da bandidagem

Tem sido recorrente a prática de furtos, roubos e até arrombamentos no centro de Ilhéus, levando a crer que o centro comercial do Município está literalmente entregue aos delinquentes, muitos dos quais já conhecidos das forças de segurança.

A última vítima da criminalidade desenfreada, foi o Colégio Impacto localizado em frente ao Terminal Urbano de Ilhéus.

Imagens de câmera de vídeomonitoramento que o Site Fábio Roberto Notícias teve acesso com exclusividade, mostram um indivíduo magro entrando pelo fundo do Colégio e subtrai o objeto, sem se importar com as câmeras, tomando rumo ignorado.

Diante da insegurança e da vulnerabilidade que o Centro de Ilhéus proporciona, a direção escolar procurou a delegacia para registrar boletim de ocorrência, ficando a cargo da delegacia de Repressão a Furtos e Roubos a investigação e autoria do delito.

Boletim de ocorrência nº: 00176479/2024

Vídeo:

Urgente! Alunos são picados por abelhas no CAIC do Hernani Sá

Crianças picadas aguardando atendimento.

Alunos do CAIC Darcy Ribeiro, situado no Hernani Sá, zona sul de Ilhéus, foram picados por abelhas, na tarde desta quinta-feira (28). De acordo com informações obtidas pela reportagem do Fábio Roberto Notícias, o ataque aconteceu no momento que os alunos chegavam na Unidade de Ensino acompanhados dos responsáveis. 

Além dos estudantes, as abelhas também picaram, professores e até os acompanhantes, causando muita correria, pânico e pedidos de socorro. As vítimas foram levadas para o Pronto Atendimento da zona sul. 

A direção do CAIC emitiu nota esclarecendo o episódio:

Boa tarde, senhores pais!
Lamentavelmente, alguns adolescentes, supostamente da comunidade, brincavam numa árvore que fica nas dependências da escola CAIC, quando acabaram mexendo numa colmeia de abelhas, que ficaram agitadas e atacaram pessoas em volta, inclusive algumas mães com seus filhos que chegavam para estudar.

Todas as providências já foram tomadas:
– Prestamos assistência às crianças com suas mães, que agora se encontram em atendimento médico
– Já solicitamos a presença dos Bombeiros para retirada da colmeia e evitarmos outros incidentes.

Peço que, quem puder, venha buscar seus filhos na escola, visto que estamos aguardando os bombeiros, e provavelmente as abelhas ficarão agitadas novamente.

Grata pela compreensão de todos!

Uso de celular nas salas de aula pode ser proibido em toda Bahia

Projeto seguirá para sanção do governador.

O uso do telefone celular pode ser proibido nas salas de aula das instituições de educação de toda a Bahia. O Projeto de lei nº 25.203/2024, que prevê a medida, foi encaminhado à Assembleia Legislativa da Bahia pelo deputado estadual Roberto Carlos e a informação foi publicada nesta terça-feira, 27, no Diário Oficial da Casa.

O projeto detalha que, caso aprovado, será vetada a utilização de qualquer aparelho eletrônico nos estabelecimentos de educação básica da rede pública e privada no Estado da Bahia.

Dentro da sala de aula e fora, quando houver explanação do professor ou realização de trabalhos individuais ou em grupo na unidade escolar, a utilização será desautorizada.

Em contrapartida, o texto indica que haverá situações em que os alunos poderão usar os aparelhos: quando houver autorização do professor para fins pedagógicos e para os alunos com deficiência ou com problemas de saúde que necessitem dos dispositivos para monitoramento ou auxílio.

O documento também detalhou que os dispositivos devem ser guardados desligados pelos próprios alunos na mochila ou bolsa.

O descumprimento das regras pode gerar uma advertência ou o cerceamento do uso dos dispositivos. Além disso, caso o aluno se negue a desligar o aparelho, ele deve ser encaminhado à equipe gestora da Unidade Escolar.